Cayo Largo, o paraíso em Cuba…

Não sei se terei palavras suficientes para descrever a beleza inigualável desta pequena ilha, só sei que se o paraíso existe, então é possivel que seja aqui mesmo, em Cuba!

Saímos de Havana ainda de madrugada para seguirmos com destino a Cayo Largo del Sur, mais conhecido apenas como Cayo Largo. Tinhamos alguma curiosidade para ver o aparelho em que iriamos voar.

O Luis, que adora aviões, tinha lido bastante sobre a viagem ser num Antonov 26, que além de praticamente não ter janelas, a entrada é feita pela traseira do avião. Quando chegámos ao aeródromo, vimos um ATR, e pensámos que ainda não seria desta que teríamos essa experiência. Felizmente aquele era o voo para Cayo Coco e logo logo vimos chegar o nosso Antonov! O fabrico e a habitabilidade são totalmente diferentes e tudo no seu interior é em metal. Torna-se mais ruidoso mas igualmente seguro e até mais confortável, mas definitivamente não é nem para cardiacos nem para quem tiver medo de voar.

Chegados a Cayo Largo fomos recebidos no Aeroporto por uma banda musical (algo que nunca nos tinha acontecido) e sentimos claramente o espírito caribenho.

Cayo Largo é a segunda maior ilha de cerca de 300 ilhotas que compõem o arquipélago Los Canarreos localizado 177 Km a sul de Havana. Tem mais de 25 km de praias selvagens de areia muito branca e águas cristalinas, claras e calmas de uma cor azul turquesa muito característica.

DSC04518

As suas praias virgens, protegidas por recifes de corais em águas pouco profundas, são refúgio de grande diversidade de peixes e uma flora variada, o que a torna um grande atractivo para os apreciadores de mergulho, mas não é só. Cayo Largo é também lar de uma fauna muito rica com várias espécies de iguanas, tartarugas, pelicanos, papagaios e outros pássaros.

Ficámos alojados no hotel Sol Cayo Largo 4*, que tem muita qualidade tanto nas instalações como na alimentação. A praia é um sonho! A simbiose entre areia branca e água quente e cristalina azul turquesa é simplesmente perfeita.

É claramente uma das melhores praias onde já estivemos. Para dar uma melhor noção é praticamente impossível ir à praia sem levar óculos de sol tal é a intensidade do reflexo da luz do sol na areia e no mar.

A maior atracção da ilha é exactamente não ter muitas atracções, a não ser a natureza, por isso é ideal para relaxar e descansar. Mas como para nós é sempre dificil estar muito tempo quietos no mesmo lugar decidimos explorar as redondezas.

Alugámos um jipe e fomos dar a volta à ilha. A fisionomia da ilha é parecida com um L, sendo que a parte maior é também a mais estreita e é totalmente desabitada tendo km de praias desertas e em estado puro e selvagem.

Fomos até onde conseguimos, mas há muitas zonas em que não é permitido o acesso de jipe ou moto por motivos de preservação, mas ficámos com uma boa percepção da ilha.

No regresso (o hotel fica exactamente na curva do L) fomos até á povoação onde fica também uma pequena marina e que, na nossa opinião, não tem grande interesse, mas é daqui que parte os barcos de passeio para as excursões turisticas. Tem apenas umas lojas, um ou dois bares e pouco mais que isso. Existe também um viveiro de tartarugas, e que faz parte dos projectos de conservação e protecção dos recursos naturais.

Seguimos depois para as praias Sirena e Paraíso, as melhores e mais belas da ilha, onde passámos o resto da tarde. E sim, aqui a natureza foi mãe! A beleza destas praias é quase insuperável.

Na praia paraíso, na nossa opinião a melhor, o areal faz uma pequena baía e ajudada pelos seus inúmeros corais, faz com que tenhamos a sensação de estar numa piscina natural.

DSC04568

DSC04569

Os hotéis têm um serviço de bus muito barato (2 CUC por pessoa) para a Playa Paraíso e acreditem que vale bastante a pena ir até lá.

Se nos perguntarem se vale a pena alugar o jipe para descobrir a ilha, achamos que não, pois a maior parte dos locais são inacessiveis, por isso talvez um passeio nos barcos que saiem da marina seja uma melhor opção. Ou se for fã de moto 4, existe também essa possibilidade e sempre se diverte um bocado.

Só mais uma nota para terminar e porque não gostamos de deixar ninguem de fora. Para os amantes do naturismo/nudismo, temos uma boa notícia. Por aqui é permitido e naturalmente aceite, pelo que se esse for um dos seus gostos, este pode ser um óptimo destino para si!

Nota: Viagem realizada em Maio de 2016

One Comment Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s