San Andrés e o mar das sete cores!

O arquipélago de San Andrés, Providencia e Santa Catalina situado em pleno mar das Caraíbas faz parte do território colombiano, apesar de curiosamente se situar mais perto da Nicarágua e da Costa Rica do que propriamente da Colômbia.

Com uma enorme diversidade marinha e costeira, o arquipélago foi declarado, no ano 2000, Reserva da Biosfera pela UNESCO, passando a fazer parte da rede mundial de Reservas da Biosfera com o nome de “Seaflower”. É hoje em dia a reserva com maior área marinha do mundo numa extensão total de 300.000 Km².

Conhecida pelo seu mar de sete cores, San Andrés, é uma autêntica ilha caribenha, e considerada um bom destino para quem gosta de fazer praia, mergulho e snorkling. Foi, em outros tempos, refúgio do famoso pirata Morgan, cujas histórias e lendas fazem parte da ilha.

Infelizmente, o primeiro impacto quando se chega à ilha, nada tem a ver com o que esperamos encontrar numa tão importante reserva natural, apesar das magníficas cores do mar nos deixarem maravilhados durante a aproximação aérea.

IMG_7458

Ficámos no hotel Decameron Isleño que é considerado o melhor da Ilha. O hotel é bastante bom, mas comparando como outros onde já estivemos nas Caraíbas tem uma relação qualidade/preço mais fraca. O Hotel fica praticamente ao lado do aeroporto, tanto que fomos inclusivamente a pé e da piscina dava para ver bem de perto os aviões levantarem e aterrarem diariamente.

Ficámos 4 noites na ilha, mas tivemos a pouca sorte de chover torrencialmente e continuamente todos os dias. Sim, é verdade, é preciso ter muito azar! Felizmente os livros são peça essencial na nossa bagagem e neste caso deram muito jeito. Por isso, infelizmente, não vamos poder falar muito das belezas naturais da ilha. No entanto, não queríamos deixar de fazer um post sobre o pouco que conhecemos durante as escassas tréguas que o mau tempo nos permitiu.

O tempo esteve sempre muito mau, com chuvas e ventos fortes, e por isso nem pudémos ir dar a volta à ilha, mas sempre que possível saímos para conhecer a cidade e as praias mais perto, enfim, o que conseguíamos!

A cidade de San Andrés, é a maior das 3 pequenas cidades da ilha e é aqui que ficam todos os hotéis e infraestruturas para o Turismo. Tem também muitos bares e restaurantes, com muita animação e mercados de rua. Existem também muitas lojas com produtos de marca, e para quem gosta, pode aqui fazer boas compras pois a ilha é uma zona franca. À noite, a marginal fica cheia de gente que vem fazer o seu passeio para se refrescar do calor que se faz sentir por aqui, por isso a animação é mais que muita.

Tal como no resto do país não sentimos em momento algum insegurança e sempre visitámos tudo o que pretendíamos sem ter receio de poder ser confrontados com situações menos agradáveis.

Não é no entanto, uma cidade bonita e o seu ordenamento é mais desordenamento. Proliferam pequenos hotéis claramente de pouca qualidade e não se faz o mínimo esforço para manter a cidade limpa e apelativa aos milhares de turistas que por aqui passam todos os anos. Apenas a marginal e uma ou outra rua principal tem um aspecto minimamente cuidado. Nem para preservar algo que possam chamar de reserva natural, e que é o motivo do crescimento turístico que a região tem tido nos últimos anos, se esforçam minimamente por fazer.

Infelizmente, muitas vezes o crescimento do turismo, ao invés de trazer preservação de locais como este, trazem a sua destruição ou prejudicam gravemente o meio ambiente, o que para nós nos desagrada bastante. Achamos que é possível conhecer os locais lindos que a natureza nos proporciona, mas sem provocar a sua destruição e contribuindo sim para a sua preservação e das espécies ameaçadas.

A mais popular praia da ilha, é a Peatonal, junto à cidade, por isso fica cheia de gente. É uma bonita praia caribenha de areia branca e um mar lindo de morrer, que nem a chuva forte conseguiu “roubar” as suas belas cores, mas mais uma vez nada bem cuidada, principalmente na zona mais próxima da cidade.

Em frente á cidade existe uma pequena ilha, chamada Johnny Cay, muito visitada pelos turistas, na nossa opinião demais até face ao tamanho da mesma, mas com praias muito bonitas.

IMG_7442

Bem perto também, uma outra pequena ilha chamada Acuario, cujo nome tem origem nas piscinas formadas pelos recifes de corais, onde inúmeros peixes coloridos nadam livremente formando um enorme aquário natural, mas mais uma vez com um número de visitantes, na nossa opinião excessivo, não tendo o cuidado necessário à sua preservação.

IMG_6333

Ficaram por fazer inúmeros passeios, e acreditamos que o lado oposto da ilha deva ser lindíssimo e bem menos lotado, a julgar pelas fotos que vimos e pelo que pesquisámos pela internet sobre o lugar, mas ir e não poder usufruir, então preferimos não ir.

IMG_7455

Resumindo, e tentando excluir a má-sorte com o tempo, achámos San Andrés, no geral, bastante decepcionante e pela relação custo/benefício pensamos que não vale a pena o esforço de ir até lá.

Há tantas ilhas nas Caraíbas com melhores condições que esta para usufruir de belas praias e fazer mergulho, e a valores bem mais reduzidos. Inclusivamente, e se está de visita à Colômbia, bem perto de Cartagena, na zona de Barú (onde estivemos), existe um resort com tudo incluído (para quem gosta) da mesma cadeia que tem muito boas referências e aí podemos atestar que a praia é óptima, se for esse o objectivo!

Nota: Viagem realizada em Setembro de 2015

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s